• Beit Chabad Brooklin

Mais uma mudança na política dos exames


No começo da corona, laaaaa atrás... (parecem anos) Netanyahu disse que logo estaríamos fazendo 30,000 testes de corona por dia. Na realidade, na época, mal chegamos a 10,000.

Em maio, os números de contagiados baixaram e nos disseram que é porque pessoas não pedem pra fazer exames, não tem interesse.

Com um novo ministro da saúde, Yuli Edelstein, os testes aumentaram e não só para pessoas com sintomas.

Os números de testes subiram para 24,000. E, com o aumento de contágios, muito mais pessoas querem ser testadas.


E agora... um problema... os laboratórios não conseguem dar conta de tantos exames! E o ministério da saúde está pensando em reduzir o número de exames de corona... parar de fazer testes para pessoas sem sintomas, proibir aos médicos de família das kupot cholim de mandar pessoas para fazer exame e quando alguém teve corona, não fazer 2 testes para ver se sai negativo, como se faz hoje, e sim fazer só um teste e mandar a pessoa ficar mais uma ou 2 semanas de quarentena.

3 visualizações

© 5780 por Beit Chabad Brookin.